Voltar para Home/ Voltar para Página inicial/ Página Inicial Pular para o conteúdo

Logo: Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) - Ir para a página inicial Deutsche Forschungsgemeinschaft

1. Cooperação com pesquisadores alemães

Comprometida em incentivar a cooperação internacional, a DFG possibilita em todos seus programas que cientistas da Alemanha realizem pesquisas em parceria com cientistas de outras partes do mundo. Desta maneira, pesquisadores latino-americanos têm a oportunidade de desenvolver, juntamente com pesquisadores na Alemanha, projetos bilaterais, cuja parte alemã pode ser financiada pela DFG.

Como funciona?

A DFG é impedida de conceder fomento no exterior, uma vez que sua atividade-fim consiste em fomentar pesquisa em universidades e instituições de pesquisa alemãs. Desta maneira, projetos de pesquisa bilaterais podem ser co-fomentados pela DFG com base no princípio de fundos complementares: a DFG financia a parte alemã e outra fonte de recursos é requerida para o fomento da parcela estrangeira do projeto. Afim de viabilizar projetos internacionais, a DFG mantém, ao redor do mundo, parcerias com outras organizações de fomento que dispõem de recursos e instrumentos compatíveis para assumir esta contrapartida no fomento. Com esta finalidade, existem vários acordos de cooperação com agências de fomento e universidades na América Latina.

Em colaboração com pesquisadores doutores da Alemanha, parceiros estrangeiros podem submeter propostas de projetos bilaterais. O processo de submissão funciona mediante a publicação de chamadas conjuntas ou via fluxo contínuo, a depender do tipo de acordo estabelecido entre a DFG e a organização parceira – Interner Linkconsulte aqui. O pesquisador alemão submeterá a proposta diretamente à DFG, na Alemanha, e o pesquisador latino-americano deverá submeter uma proposta equivalente à organização parceira local, de acordo com os seus respectivos pré-requisitos. A avaliação é realizada conforme procedimentos previamente acordados entre a DFG e a organização parceira. Em geral, o processo é conduzido paralelamente e, uma vez aprovada pelas duas organizações, a pesquisa é financiada conjuntamente.

Em casos excepcionais, mediante a expressa impossibilidade de co-financiamento pela parte latino-americana, pesquisadores de determinados países ou regiões emergentes da América-Latina têm a possibilidade de receber fomento da DFG por intermédio do pesquisador parceiro da Alemanha. Externer LinkVeja aqui as condições.

Quem pode submeter propostas?

Na DFG
Qualquer pesquisador com título de doutorado e vinculado a uma universidade na Alemanha está apto a submeter propostas de projetos de pesquisa à DFG. Pesquisadores de instituições de pesquisas não-universitária também são elegíveis, desde que em parceria com pesquisadores de instituições universitárias. Mais informações sobre essa particularidade Externer Linkaqui.

Na organização parceira
Os requisitos de elegibilidade do pesquisador latino-americano são estabelecidos pela própria organização parceira local.

Que tipo de projeto bilateral pode ser financiado?

Os tipos de projetos que podem ser financiados bilateralmente dependem do estágio da cooperação estabelecida entre o pesquisador da Alemanha e o pesquisador latino-americano parceiro, bem como do acordo que a DFG mantém com a organização de fomento estrangeira. Confira abaixo alguns dos programas mais utilizados para a cooperação internacional.

I. Iniciação de Colaboração Internacional (Initiation of International Collaboration)

  • Workshops internacionais e visitas preparatórias

Este programa, destinado a pesquisadores em fase inicial de colaboração, fomenta a realização de workshops internacionais, visitas e estadias de pesquisa no exterior, visando promover encontros, reuniões preparatórias e criar condições que possibilitem a realização de projetos bilaterais no futuro. Esta modalidade é ideal para aqueles que ainda estejam estabelecendo os primeiros contatos com um parceiro internacional e, por ora, ainda necessitam aprofundar o diálogo e estreitar as relações para concretizar uma parceria mais sólida e submeter propostas conjuntas.

Nesta modalidade, pesquisadores em instituições alemãs são fomentados pela DFG de acordo com o programa Externer LinkInitiation of International Collaboration; pesquisadores latino-americanos parceiros no projeto são fomentados pela organização parceira local com base no programa correspondente estabelecido.

II. Fomento de Projetos Regulares (Research Grants)

Pesquisadores em instituições alemãs e latino-americanos que já mantenham uma parceria consolidada estão aptos a elaborar propostas conjuntas e solicitar fomento regular para projetos bilaterais.

Nesta modalidade, pesquisadores alemães são fomentados pela DFG de acordo com o programa Externer LinkResearch Grants, que segmentado em diferentes módulos oferece fomento para custear projetos pelo período de até três anos, passível de renovação. O Módulo Básico (Basic Module) prevê fomento para pessoal, consumíveis, instrumentação, viagens e pesquisadores visitantes.

Pesquisadores latino-americanos parceiros no projeto são fomentados pela organização parceira local com base no programa correspondente estabelecido.

III. Fomento para Projetos Coordenados (Coordinated Programmes)

Pesquisadores em instituições alemãs e latino-americanos que já mantenham relações de colaboração fortes e duradouras, que ultrapassam a esfera individual e envolvem parcerias com uma rede de pesquisadores, estão aptos a desenvolver propostas conjuntas para Projetos Coordenados. Tratam-se de projetos colaborativos de grande dimensão e longa duração, que envolvem inúmeros cientistas e pesquisadores principais, bem como ampla abordagem temática, muitas vezes de caráter interdisciplinar.

Há três diferentes modalidades de Externer LinkProjetos Coordenados (Coordinated Programmes) mais comumente utilizadas para a cooperação internacional:

  • Grupo Internacional de Formação de Doutorandos (IRTGs, International Reseach Training Groups)

Modalidade que combina pesquisa de excelência com a formação e co-orientação de doutorandos alemães e estrangeiros. Projetos deste tipo podem durar até 9 anos (duas fases de 4,5 anos) e contam com a coordenação de professores universitários de ambos os lados.

O programa possibilita que universidades alemãs e estrangeiras desenvolvam e coordenem um projeto de pesquisa comum, com uma temática ampla ou interdisciplinar, dentro do qual oferecem a doutorandos uma estrutura de formação altamente qualificada e direcionada à pesquisa, com cursos e orientação individualizada. É uma exigência que os doutorandos envolvidos desenvolvam parte de sua pesquisa na instituição parceira no exterior, em uma estadia de até um ano.

O processo de avaliação é extremamente rigoroso e a submissão de propostas acontece em duas etapas: primeiramente é submetido um esboço da proposta que, uma vez aprovado, permite a submissão da proposta completa.

Pesquisadores alemães são fomentados pela DFG de acordo com o programa Externer LinkInternational Research Training Groups; pesquisadores latino-americanos parceiros no projeto são fomentados pela organização parceira local, caso haja um programa correspondente estabelecido.

Atualmente, a DFG e suas organizações parceiras na América Latina fomentam conjuntamente três Grupos Internacionais de Formação de Doutorandos, no
Externer LinkBrasil , Externer LinkMéxico e na Externer LinkArgentina.

  • Núcleo de Pesquisa (Research Units)

Nesta modalidade, um time de pesquisadores atua coletivamente em um projeto de pesquisa, cujo o foco temático, a duração e o financiamento se estendem para além das possibilidades oferecidas pelo fomento de Projetos Regulares (Research Grants). Núcleos de Pesquisas dispõem de recursos materiais e pessoal requeridos para o desenvolvimento de projetos de larga escala e a longo prazo, geralmente pelo período de seis anos.

Aparte da alta expertise científica dos pesquisadores alemães e latino-americanos participantes, o fomento bilateral de Núcleos de Pesquisa requer uma colaboração sólida e de longa data estabelecida entre as partes envolvidas. O processo de avaliação é extremamente rigoroso e a submissão de propostas acontece em duas etapas: primeiramente é submetido um esboço da proposta que, uma vez aprovado, permite a submissão da proposta completa.

Nesta opção, pesquisadores alemães são fomentados pela DFG de acordo com o programa Externer LinkResearch Units; pesquisadores latino-americanos parceiros no projeto são fomentados pela organização parceira local, caso haja um programa correspondente estabelecido

  •  Centros de Pesquisa Colaborativa (Collaborative Research Centres)

Modalidade que permite a instalação, por um período de até 12 anos, de centros de pesquisa em instituições universitárias. Nestes, os pesquisadores trabalham coletivamente em um programa de pesquisa multidisciplinar, com um grande-tema comum e inúmeros subprojetos relacionados. O número de subprojetos envolvidos varia de acordo com o programa de pesquisa, que pode ser coordenado individualmente por um pesquisador ou em conjunto por vários pesquisadores.

A extensa dimensão dos Centros possibilita aos cientistas envolvidos lidar com temáticas inovadoras e objetos de pesquisa desafiadores a longo prazo, contribuindo assim para o desenvolvimento estrutural e de áreas prioritárias em instituições universitárias. A modalidade também encoraja fortemente a colaboração dos Centros com institutos de pesquisa não-universitários.

Aparte da alta expertise científica dos pesquisadores nas instituições alemães e latino-americanos participantes, o fomento bilateral de Centros de Pesquisa Colaborativa requer uma colaboração sólida e de longa data estabelecida entre as partes envolvidas. O processo de avaliação é extremamente rigoroso e a submissão de propostas acontece em duas etapas: primeiramente é submetido um esboço da proposta que, uma vez aprovado, permite a submissão da proposta completa.

Nesta opção, pesquisadores alemães são fomentados pela DFG de acordo com o programa Externer LinkCollaborative Research Centres e pesquisadores latino-americanos parceiros no projeto são fomentados pela organização parceira local, caso haja um programa correspondente estabelecido.

Mais informações
Além das modalidades acima citadas, os demais programas de fomento da DFG também oferecem oportunidades de cooperação internacional. Informe-se Externer Linkaqui sobre todos os programas da DFG (em inglês).

Ainda não tenho um parceiro na Alemanha – por onde começar?

O fomento de projetos bilaterais pela DFG requer de pesquisadores estrangeiros uma parceria estabelecida com pesquisadores na Alemanha. Latino-americanos interessados iniciar colaborações, mas que ainda não possuem parcerias no país, podem consultar as diferentes plataformas de dados e os materiais informativos disponibilizados pela DFG:

Base de dados que disponibiliza informações sobre todos os projetos fomentados pela DFG. Ela ajuda o usuário a encontrar projetos e pesquisadores de seu interesse por meio de uma ferramenta que permite realizar buscas por áreas, institutos, pessoas, países e palavras-chaves – acesse aqui.

Base de dados sobre as mais de 25 mil instituições de pesquisa universitárias e não-universitárias espalhadas pela Alemanha. É possível buscar por local, área de atuação e perfil da instituição – acesse aqui.

A campanha Research in Germany oferece uma série de publicações e materiais informativos sobre o cenário científico alemão. Estes apresentam em detalhes as universidades e instituições de pesquisa espalhadas por todo o território da Alemanha, bem como suas respectivas expertises, categorizadas conforme as grandes áreas científicas.