Voltar para Home/ Voltar para Página inicial/ Página Inicial Pular para o conteúdo

Logo: Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) - Ir para a página inicial Deutsche Forschungsgemeinschaft

Instituições alemãs apresentam iniciativas bilaterais em ciência no Brasilientag

Representantes de instituições alemãs reunidos em Brasília

Representantes de instituições alemãs reunidos em Brasília

© Deutsche Botschaft Brasília

(26/04/2018) O Brasilientag 2018, evento promovido anualmente pela embaixada alemã em Brasília, teve suas atenções voltadas para as eleições presidenciais brasileiras, que acontecerão em outubro deste ano. Após a turbulência política marcada pelo afastamento da presidente Dilma Rousseff, eleita democraticamente em 2014, a votação de um novo chefe executivo será decisiva para determinar os novos rumos do país, não apenas nos campos da política e da economia, mas também da ciência.

Com o tema “Brasil em ano de eleições – quo vadis?”, o evento aconteceu nos dias 18 e 19 de abril. Interessados em dialogar sobre o atual cenário de cooperação Brasil-Alemanha e as perspectivas diante da eminente mudança de governo, estiveram presentes representantes da diplomacia e de diferentes instituições alemãs sediadas no país.

Para conhecer melhor dois dos projetos políticos em disputa, foram convidados a participar do encontro dois representantes de partidos políticos que lançarão candidatos à presidência: a senadora Gleisi Hoffmann, Presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), e Christian Lohbauer, um dos fundadores do recém-criado partido Novo.

Além do debate político, parte da programação foi reservada para apresentação das iniciativas bilaterais no âmbito da ciência. Na ocasião, Dra. Kathrin Winkler, diretora do Escritório da DFG para a América Latina, teve a oportunidade de expor as atividades conduzidas pela organização no Brasil e as parcerias estabelecidas com as agências nacionais e estaduais de fomento à pesquisa. Dentre as iniciativas em nível federal, ela destacou a recém-lançada chamada conjunta com a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), para o financiamento de projetos nas áreas de Digitalização Avançada, Indústria 4.0 e Química. Serão financiados 20 projetos conjuntos de pesquisadores alemães e brasileiros, visando a formação de quatro redes internacionais de pesquisa. Externer LinkPara mais informações sobre a chamada, clique aqui.

Esta nova chamada foi inspirada no sucesso da rede BRAGECRIM, na área de Engenharia de Produção, fomentada conjuntamente pelas duas agências desde 2008. A iniciativa é uma das maiores iniciativas bilaterais de pesquisa entre a DFG e a Capes, reunido mais de 300 cientistas de diferentes universidades e institutos de pesquisa não-universitários de ambos os países.

A parceria com a CAPES também foi ressaltada pela Dra. Martina Schulze, diretora do DAAD no Brasil. Após o lançamento do novo programa PrInt, concebido pela CAPES para implementar e fortalecer planos estratégicos de internacionalização nas instituições de ensino superior do Brasil, o DAAD passará a oferecer bolsas de estudos para doutorandos alemães interessados em desenvolver pesquisa em instituições brasileiras contempladas pelo programa. A condição para que a bolsa seja concedida é a existência de um acordo de parceria entre a universidade de origem do doutorando na Alemanha e a instituição de destino. Segundo Schulze, a iniciativa deve contribuir para criar uma rede internacional de doutorandos no Brasil, com forte participação de alemães.

Representantes de outras instituições alemãs ligadas à ciência também participaram do evento. Da parte do Ministério da Educação e Pesquisa da Alemanha (BMBF), foi apresentada a iniciativa para o fomento de pesquisa em terras taras, fruto de uma cooperação firmada em 2015 com Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) brasileiro. Também foi abordada a chamada "Bioeconomia Internacional", que financiará projetos de pesquisa teuto-brasileiros na área, que é prioritária para os dois países.

O encontro também foi oportuno para que o Maria Sibylla Merian International Centre, estabelecido em São Paulo, em 2017, com financiamento do BMBF, pudesse apresentar um balanço de suas primeiras atividades. Uma delas foi o workshop “Researching Conviviality in Unequal Societies: Theories and Methods”, que reuniu pesquisadores de diferentes instituições alemãs e brasileiras na Universidade de São Paulo (USP), em novembro. Os participantes debateram estudos de casos e os desafios da convivência em sociedades marcadas por grandes desigualdades sociais e diferenças culturais, como é o caso dos países da América Latina e do Caribe.

O Centro Alemão de Ciência e Inovação – São Paulo (DWIH-SP) também aproveitou o evento para apresentar sua nova estrutura administrativa e seus futuros projetos. Coordenando a participação de uma delegação alemã, o DWIH-SP estará presente na Reunião Anual da Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência (SBPC), que acontecerá de 22 a 28 de julho, em Maceió. No final do mês de outubro, o Centro promoverá seu evento anual, o 7º Diálogo Brasil-Alemanha de Pesquisa e Inovação, que nesta edição terá como tema a influência da digitalização no mundo do trabalho.