Voltar para Home/ Voltar para Página inicial/ Página Inicial Pular para o conteúdo

Logo: Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) - Ir para a página inicial Deutsche Forschungsgemeinschaft

8ª Reunião Anual da iniciativa BRAGECRIM

(09/12/16) A oitava reunião anual do BRAGECRIM (Brazilian-German Collaborative Research Initiative in Manufacturing Technology) aconteceu entre os dias 14 e 16 de novembro de 2016. O anfitrião deste ano foi o Bremer Institut für Produktion und Logistik GmbH (BIBA), da Universidade de Bremen.

A imagem mostra uma foto feita em grupo com os participantes diante do edifício onde foi realizado o evento. Acima deles há um cartaz anunciando o encontro

Participantes da oitava reunião anual do BRAGECRIM

© Sabine Nollmann

Dentre os 50 participantes do evento, estavam representantes de agências de fomento alemãs e brasileiras – DFG e CAPES -, os coordenadores dos projetos de pesquisa da iniciativa e jovens pesquisadores brasileiros e alemães.

O primeiro dia da reunião começou com um discurso de abertura do anfitrião, Prof. Michael Freitag, diretor do BIBA, que foi seguido pelos coordenadores do BRAGECRIM, Prof. Tilo Pfeifer, da Universidade RWTH Aachen, e Prof. Carlos Eduardo Pereira, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Clarissa Soares, representante da CAPES, e o Dr. Dietrich Halm, representante da DFG, também deram as boas-vindas.

Ao longo do encontro, jovens pesquisadores mostraram seus projetos em curso em apresentações e sessões de pôsteres. Representantes da empresa Robert Bosch GmbH e Volkswagen AG também fizeram palestras sobre os desafios envolvendo o gerenciamento de dados, produção e logística no âmbito da Indústria 4.0.

Um dos focos dessa reunião anual foi a reorientação estratégica da iniciativa de pesquisa BRAGECRIM. Para esse fim, um novo conceito estrutural foi discutido com os representantes da agência de fomento brasileira e os pesquisadores envolvidos. Também foram debatidos meios para aprofundar a colaboração entre a CAPES e a DFG.

O BRAGECRIM é uma das maiores iniciativas de pesquisa colaborativa entre o Brasil e a Alemanha. Mais de 300 pesquisadores de diversas universidades e centros de pesquisa não-universitários dos dois países já pesquisaram questões-chave que afetam todos os estágios do ciclo produtivo. Além das áreas de engenharia de produção, metrologia e logística, também foram incluídas as ciências de materiais nos temas de pesquisa. Durante a reunião deste ano, o Dr. Halm enfatizou que “O BRAGECRIM é uma história de sucesso teuto-brasileira. A iniciativa de pesquisa, que é conjuntamente fomentada pela DFG e pela CAPES, tem seu foco em engenharia de produção e vem sido desenvolvida há mais de oito anos. Quase 50 projetos já foram financiados, sendo aproximadamente € 11 milhões investidos apenas do lado alemão, e inúmeros jovens pesquisadores do Brasil e da Alemanha foram formados através dos projetos da iniciativa. O BRAGECRIM tem tido um impacto positivo nas carreiras acadêmicas e profissionais nos dois países”.