Voltar para Home/ Voltar para Página inicial/ Página Inicial Pular para o conteúdo

Logo: Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) - Ir para a página inicial Deutsche Forschungsgemeinschaft

Presença do “Research in Germany” no 31º Congresso Anual da Federação de Sociedades de Biologia Expermental (FeSBE)

A imagem mostra os representantes do DAAD e da DFG em frente ao estande do Research in Germany
Visualizar galeria de fotos

No estande do Research in Germany Da esquerda para a direita: Anna Barkhausen (DAAD), Maxi Neidhardt (DFG) e Helmut Galle (DFG)

(26/09/16) A Federação de Sociedades de Biologia Expermental (FeSBE) se reuniu pela 31ª vez entre os dias 28 de agosto e 1º de setembro por ocasião de seu congresso anual, realizado na cidade de Foz do Iguaçu, que é conhecida pelas suas imponentes cataratas e está localizada na tríplice fronteira entre o Brasil, Argentina e Paraguai. A FeSBE reúne diferentes sociedades científicas da área da biologia experimental, como as sociedades de biofísica, bioquímica, biologia molecular, biologia celular, fisiologia e imunologia, entre outras. O objetivo da federação é estimular o desenvolvimento científico de tais áreas no Brasil, por meio da união de esforços e de uma representação conjunta.

Durante a cerimônia de abertura, o vice-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Eduardo Moacyr Krieger, fez uma homenagem ao seu colega, o farmacologista Sérgio Henrique Ferreira, que faleceu em julho deste ano. Ferreira presidiu a FeSBE entre 1991 e 1995 e foi um dos fundadores e funcionários da revista científica Brazilian Journal of Medical and Biological Research. Ferreira contribuiu para o desenvolvimento no Brasil e no exterior na sua área de atuação através de seus trabalhos científicos sobre medicamentos para pressão alta e insuficiência cardíaca, bem como sobre analgésicos. Ao longo de sua carreira, recebeu inúmeros prêmios nacionais e internacionais. Krieger ressaltou que a melhor forma de honrar um cientista é através da continuidade de suas atividades científicas, considerando também os benefícios para a sociedade.

Além do programa científico, também havia uma área expositiva onde a iniciativa “Research in Germany estava representada ao lado de sociedades científicas, institutos de pesquisa e empresas. Visitantes interessados se informaram sobre possibilidades de pesquisa e fomento na Alemanha, particularmente sobre bolsas de doutorado e pós-doc. Um aspecto positivo foram as diversas perguntas a respeito de instrumentos de fomento para a cooperação científica, de forma que a DFG pôde orientar sobre seus programas e também sobre os acordos existentes com as agências de fomento brasileiras e, desta forma, mostrar o caminho para uma futura cooperação com um parceiro alemão. O acordo entre a DFG e a FAPESP, por exemplo, celebra neste ano 10 anos de existência, e se caracteriza pela bela bem-sucedida e contínua colaboração.

A lunch session organizada pelo DAAD no âmbito da campanha do “Research in Germany” no evento foi bem concorrida. Os cerca de 50 visitantes puderam ter uma visão sobre o panorama de pesquisa na Alemanha e os programas de fomento da DFG e do DAAD durante um almoço informal. Ao final do evento, os participantes avaliaram a participação do “Research in Germany” de forma positiva e comentaram que a sessão informativa durante o almoço foi um sucesso.