Voltar para Home/ Voltar para Página inicial/ Página Inicial Pular para o conteúdo

Logo: Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) - Ir para a página inicial Deutsche Forschungsgemeinschaft

O Grupo Interdisciplinar de Doutorandos teuto-brasileiro entra em sua segunda fase de fomento

Visualizar galeria de fotos

(26.04.16) Em abril de 2016 foi iniciada a segunda fase de fomento do Grupo Interdisciplinar de Doutorandos teuto-brasileiro "Fenômenos Dinâmicos em Redes Complexas". A DFG e a FAPESP financiam o grupo internacional desde 2011 e acabam de prorrogá-lo por mais 4,5 anos.

O programa de pesquisas do Grupo Interdisciplinar de Doutorandos se concentra em conduzir estudos teóricos dos princípios de auto-organização de redes complexas que variam com o tempo. Examina também a influência de heterogeneidades sobre a estrutura da rede, de atrasos temporais multi-escala e de fontes estocásticas, tudo isto ligado intimamente ao estudo de redes experimentais e naturais de complexidade crescente. O sistema terrestre é um exemplo de tal rede, que está no centro das pesquisas do grupo. O programa de pesquisa está dividido em quatro áreas: aspectos fundamentais da dinâmica de redes, dinâmica estocástica e transporte, sistema terrestre e redes assim como redes neurais.

O lado alemão do grupo está sediado na Universidade Humboldt de Berlim e no Instituto Potsdam para Pesquisa de Impacto Climático (PIK). Os parceiros brasileiros são a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), a Universidade Federal do ABC (UFABC) e a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). A parceria envolve também o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), um dos mais renomados institutos de pesquisa no campo de meteorologia e mudança climática, observação terrestre, pesquisa espacial e atmosférica e pesquisa aeroespacial do Brasil. O INPE abriga projetos para tornar previsões meteorológicas mais precisas, monitorar o desmatamento por queimadas e a ocupação agrária na região amazônica e dá acesso público a muitos dos dados compilados via Internet. Graças ao seu perfil, o INPE é um parceiro ideal para o estudo conjunto realizado dentro do arcabouço do Grupo Interdisciplinar de Doutorandos sobre o aquecimento global e as mudanças do uso da terra na região amazônica. Além de participar com palestrantes e doutorandos, as instituições parceiras também aportam pesquisadores de áreas como Física, Matemática, Climatologia, Biologia e Geografia.

O conceito de formação do Grupo Interdisciplinar de Doutorandos consiste em que cada doutorando receba uma assessoria dupla, do lado alemão e brasileiro, através de escolas de verão anuais, workshops e aprendizado prático no local. Estes formatos são complementados com o uso abrangente de modos inovadores de ensino, tais como teleconferências, e-learning e Wikiversidade. No decorrer dos três anos de doutorado, os jovens cientistas costumam passar seis meses com seu orientador no país parceiro para elaborar em conjunto seu projeto de pesquisa. Isto permite que, desde o início de sua carreira, eles tenham a oportunidade de pesquisar e publicar em um contexto internacional.

Para obter mais informações sobre o Grupo Interdisciplinar de Doutorandos "Fenômenos Dinâmicos em Redes Complexas", acesse